quinta-feira, 29 de maio de 2014

A SEC, é uma SECA!!!

 
Aqui vos deixo um relato de uma empolgante epopeia entre este vosso amigo, e a Secretaria de Estado da Cultura...
Este post não deve ser tomado com conotações políticas, pois sempre me abstive de exprimir aqui opiniões desse cariz, tendo desde sempre dedicado este espaço e trabalho ao património depauperado, nunca a politiquices! Há outros blogues que tratam dessa entediante matéria.
Quem me tem acompanhado, já aqui leu com certeza algumas intervenções que tentam duma forma democrática e saudável, dar solução a este flagelo que nos atrasa como nação e nos envergonha como civilização.
Defendo que com algumas acções e algum trabalho, se poderia recuperar parte do património, dando um novo fôlego à cultura, à economia e à sociedade, acreditando piamente que é o interesse e propósito de todos os políticos que nos governam e governaram.
Pelas experiências vividas em "campo de batalha" e pelos conhecimentos adquiridos nesta área, sei que posso servir o meu país colocando-me à disposição dos órgãos tutelares, tal como lhes demonstrei em várias ocasiões... e gratuitamente. Apenas com sentido cívico e patriótico... serei naíf??
Nesse sentido, programei uma exposição na Assembleia da República, para fazer chegar a mensagem ao "coração da nação"... dirigi convites a todos os grupos parlamentares, colocando-me à disposição de cada um para fazer visitas guiadas e propor soluções... não tendo uma única resposta... É frustrante, no mínimo!
Tive nessa oportunidade a honra e privilégio de receber da parte do Secretário de Estado da Cultura (e a quem entreguei um documento), um telefonema a parabenizar este projecto, dando um novo alento ao meu ego... aproveitando a ocasião pedi uma audiência, pois a colaboração da SEC, seria fundamental para mim e para todos nós...
Pediram-me então que formalizasse esse pedido através de email e que a resposta seria breve... até hoje e desde Fevereiro após dezenas de tentativas, aguardo ainda esse privilégio... É caso para dizer que ando a dar "PÉROLAS A PORCOS"!!!
Finalmente acabei por ser atendido telefonicamente por um "técnico especialista", um ilustre mestre e autêntico profissional, cujo nome revela o seu verdadeiro valor, que contrasta com o seu chorudo ordenado... esse "senhor", além de me ter empaliado por mais de vinte minutos, desvalorizou este projecto e colocou todos os entraves que pôde... dizendo no fim que não era a pessoa certa para me atender, uma vez que nada tinha a ver com património... enfim, um "boy" à maneira...
No seguinte telefonema, para tentar falar com a pessoa certa, a telefonista disse-me que a secretária do Secretário, "tinha mais que fazer do que me atender" (sic)...
Mas a culpa é minha, confesso... a estratégia de abordagem deveria ter sido diferente... primeiro inscrevia-me no partido, e depois propunha uma colaboração em que os meus pareceres  seriam regiamente pagos, talvez assim me ouvissem e respeitassem.
Sei que o Ruin'Arte é consultado internamente nesta secretaria de estado, tendo já tirado muitas dúvidas a este tipo de "técnicos especialistas", já vi também este trabalho ser aproveitado no site www.monumentos.pt, onde invariavelmente procuro dados, encontrando-os muitas vezes incompletos.
Sei que não sou académico, nem tão-pouco o pretendo ser, mas sei também que conheço melhor o património do que estes "técnicos" que nunca saíram do escritório.
Já no anterior governo, me tinha dirigido ao IGESPAR, pedindo orientação profissional e apoio que pudesse impulsionar o Ruin'Arte.
Marcaram uma reunião às 12:00h e fui atendido às 13.30h, o chefe de gabinete que me recebeu interrompeu seis vezes a reunião para fazer e receber telefonemas pessoais, tendo-me dito no fim, que o ministro não estaria interessado num projecto que revela o estado do património, mas no entanto pediu-me o ficheiro que lhe apresentei, pois nele constavam vários monumentos que não tinham sequer conhecimento... eu acedi...
Ficam no ar duas questões... qual será a noção de Cultura para estes burocratas? Ou será esta a sua Cultura?
Neste momento encontro-me de baixa e em recuperação de uma operação à coluna vertebral, por tal não poderei fazer qualquer esforço físico nos próximos dois meses, mas aqui vos prometo que continuarei a fazer todos os esforços para tirar Portugal da ruína.

26 comentários:

  1. Gastão, espero que recupere rapidamente.
    Ninguém liga ao estado do país e é como escreve... se houvesse dinheiro envolvido o RuinArte seria já um grande motor de busca de património.
    Quanto ao documento cedido... não devia ter sido entregue. Se eles não sabem o que têm também não merecem que alguém lhes dê a informação de mão beijada.

    ResponderExcluir
  2. Gastão
    Que as vozes discordantes, do estado petrifico em que se encontra o nosso património, nunca se calem.
    Gritemos bem alto:
    Salvem o que resta da nossa história
    Salvem o Património

    (As melhoras e boa recuperação da intervenção cirúrgica)

    ResponderExcluir
  3. Tanto património edificado a se perder, tantas oportunidades de trabalho desperdiçadas...de que estão à espera os nossos governantes? É este o resultado da incompetência e do despesismo...

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente ninguém deste governo ou dos próximos quem saber do estado lastimável e em ruínas que o pais está... só pensam em derrubar e facturar!! infelizmente Portugal um dos países do mundo com mais historia vai perde-la por falta de responsabilidade e decoro dos políticos. quem sabe quando o tecto lhes cair em cima eles não acordam...!

    ResponderExcluir
  5. Acho incrível que os ditos responsáveis do nosso país continuem constantemente a ignorar o trabalho valioso que alguns à custa de muito trabalho (não remunerado) continuam a fazer. Neste caso é o nosso património, é muito grave, os grupos "para lamentar" da nossa assembleia estão ali para interesses partidários e conseguir bons ordenados e reformas mais cedo que os outros. É bom que todas as pessoas de bem saibam o que se passa em muitas vertentes da nossa sociedade, e quanto a si, Gastão só posso agradecer todo o trabalho que tem feito e que sei apesar de tanta falta de apoio vai continuar a fazer. E já agora uma boa recuperação.

    ResponderExcluir
  6. Gastão
    Achas que é este o país que eles querem abraçar? incomodo, esquecido, "desamado"? não...claro!
    O nosso país é feito de heróis...de valentes,de esforço...e de muito mais...um país europeu, cim auto-estradas e onde se "discute" se é possível aumentar em 15 euros o salário mínimo!
    Estas fotos são incómodas...de tão reais! mas sabes, o teu trabalho fica e esses senhores que nem sabem estar numa reunião, nem o que significa património vão (bom se calhar para outro tacho). Continua porque vale a pena.

    ResponderExcluir
  7. É muito triste o que o estado português faz para não " se preocupar " com o que nós temos em" ruínas " ou práticamente destruído... É lamentavel que não dêem o devido " valor" para o seu trabalho tão perspicaz e sem remuneração ! Obrigada por tudo o que nos dá a conhecer , e as fotos maravilhosas que nos partilha com tanto gosto ... Espero que tenha melhoras muito rápidas , e que fique logo cheio de força pra continuar ! Adoro o seu esforço e dedicação , pelo o que nos faz ver realmente é lamentável que nem tentem " estudar " melhorias destes locais com muita história , chama se a estas pessoas ... " limitadas" , por nem tentarem o q quer q fosse para melhorar !!!
    As melhoras ****
    :)
    Bom fim de semana !

    ResponderExcluir
  8. A minha resposta vai ser breve. É só repostar este post nos murais.
    Tudo o que precisares, já sabes.
    As melhoras rápidas.

    ResponderExcluir
  9. Caro Gastão. Partilhei este teu post no Facebook. amanhã conto fazer aqui um comentário. Contudo, sempre direi que me revejo por completo nestas tuas palavras. Trabalhar na área do património é quase como subir o Everest....apenas temos obstáculos.

    ResponderExcluir
  10. Caro Gastao, desde há aproximadamente um ano que luto para que a minha localidade, que mais parece uma terra perdida no tempo, com esplêndidos edifícios que albergam historias ate mais não, faça a recuperação dos mesmo para quem sabe fins turísticos... mas quem ouve um jovem de 18 anos!? Sou apaixonado por 'ruínas' mas preciso de fazer com que consiga chamar/alertar essa gente ... dicas?

    ResponderExcluir
  11. Estimado Gastão, há muito que acompanho a sua acção na defesa e conservação do nosso património. Entregar as magníficas fotografias e os textos que as ilustram a representantes poder que nos que, há décadas nos desgovernado, é/tem sido (como VC próprio tem constado) dar "pérolas a porcos"!
    Pela minha parte, estou, desde já, disponível para denunciar por mail e em tudo o rede social aquilo que se está a passar.
    Pergunto: na edição do livro foi por diante?
    Votos de rápidas melhoras melhoras.
    Cordiais saudações,
    Eduardo Gaspar

    ResponderExcluir
  12. Portugal no seu melhor :( infelizmente assim estamos. As melhoras rápidas

    ResponderExcluir
  13. Tal como o João Gata, fiz o que podia fazer, repostar o seu comentário. Fiquei chocada com a atitude da SEC. Não desista, alguém vai acordar um dia

    ResponderExcluir
  14. A mim o que mais chocou em tudo isto foi o facto de não ter ficado mesmo nada surpreendida com o resultado do seu esforço, nada mesmo, o que é triste, é a constatação do desencanto para com quem tem em Portugal o poder de fazer algo e, invariavelmente, simplesmente não faz.
    Falta de cultura, de interesse, de princípios, de visão, de conhecimento, de sensibilidade, o retrato padrão de quem nos (des)governa.
    É até egoísta pedir a alguém que continue a fazer o esforço que tem feito com este projecto, mas espero que o continue, um dia alguém terá vergonha pelos outros e fará algo, espero.

    ResponderExcluir
  15. Conclusão: o Senhor é um incómodo!
    As ruinas cada vez mais e os incompetentes e ignorantes muitos, ou seja, estes senhores são ruinosos!!!
    As melhoras Senhor Gastão

    ResponderExcluir
  16. Caro Gastão,

    Fiquei agastada com o sucedido!
    De imediato coloquei o,link no Facebook, para que assim a mensagem chegue mais longe.
    No entanto,posso acrescentar que, num País que nem sequer se digna ter um Ministério da Cultura, estranho seria que uma Secretaria de Estado fizesse algo de válido no que à conservação do património diz respeito...
    É que a cultura não é matéria que se aprenda nos corredores partidários...
    E, infelizmente, se olharmos à nossa volta, impera o Princípio de Peter...
    Desejo a continuação das suas melhoras, e continue a ser um homem com uma coluna vertebral de qualidade, coisa que hoje em dia nem todos se,podem gabar!!! ;)

    Abraço

    Alexandra Roldão

    ResponderExcluir
  17. Gastão

    Já me tinham dito que estava doente. Enfim, fazemos parte de um círculo de blogues e acabamos por nos conhecer todos uns aos outros, ainda que virtualmente. Fiquei muito penalizado por saber que ia estar fora de combate por uns tempos, mas vejo que mesmo doente continua a lutar pela defesa do património.

    Os ordenados desses assessores são escandalosos, tanto mais agora, que funcionários públicos com carreiras de vinte e trinta anos de serviço perderam já duzentos a 300 euros de ordenado mensal.

    O seu blog é uma referência no património e até é bom sinal que os funcionários da cultura o consultem com regularidade. Significa que apesar de tudo há nessa Secretaria de Estado gente que procura informar-se.

    Eu também sou funcionário público e tenho uma ideia de como as coisas funcionam. A administração pública funciona com um enorme formalismo, há chefias, há directores, há subordinados, há doutores e há contínuos. Tudo funciona com papéis, com concursos públicos e se quiser encomendar umas caixas arquivadoras tem que pedir uma à tutela. Tudo isto para lhe dizer que o Gastão está fora desse esquema e depois o Gastão fotografa o que está mal, capta as imagens da impotência da Secretaria de Estado da Cultura, reproduz no seu blog o fracasso que muitos de nós sentimos. Claro, tudo isto é inconveniente para a Secretaria de Estado da Cultura, que faz uma gestão por objectivos e o Gastão mostra que esses objectivos são pequenos nadas face à enormidade do trabalho que há pela frente.

    O estado português não admite as suas falhas. Não tem essa cultura. E depois há sempre eleições à porta e não convém nada que haja Gastões a mostrar que as coisas estão mal.

    Em todo o caso, o seu trabalho é muito útil e o Gastão é uma referência para todos, sobretudo para muitos funcionários da cultura. Pena que não seja reconhecido institucionalmente.

    Um abraço e continue sempre

    ResponderExcluir
  18. É caso para dizer.... Estavam à espera de outra atitude dos governantes????

    ResponderExcluir
  19. Caro Gastão e caros amigos deste Blogue,

    Se nós já sabemos que é assim,
    Se nós queremos acção,
    Se nós acreditamos (?) na capacidade de mobilização das redes sociais,

    Que tal.... ficarmo-nos num monumento, estrutura, edificio, coleção, etc. e todos começarmos a dar ideias concretas para obter recursos humanos, fincncimanento, materiais, etc. Eu dou o apoio juridico, que acrditem, é o mesno importante. Elejamos um edificio para começar, não importa o tipo de arquitectura, desde que tenha uma hipótese de voltar a ter uma funcionalidade.

    Cada um apresente até 3 por ex e vamos a votos.

    Recordar também lutas e manifestações a nivel local com apoio do Presidente de Câmara, Junta e Pároco, para salvar conventos, por ex que às vezes surgem na tv. Casos que têm apoio institucional têm mais viabilidade.

    Contem comigo,

    Deixo a minha sugestão numa perspectiva práctica e urgente.

    Maria de Lourdes (Jurista, Mestre em Património)



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viva, Maria... gostaria de a contactar, pode-me facultar algum meio para o fazer?

      Obrigado e muita LUZ

      Gastão

      Excluir
    2. @ Maria de Lourdes: Adorei a sua ideia!! Sou uma comum estudante de arquitectura mas sentir-me-ia verdadeiramente realizada ao participar numa iniciativa assim.

      Numa democracia nunca podemos esquecer: nós somos o Estado! e cabe assim ao povo a maior das responsabilidades. Se a classe política não nos representa e não nos serve temos felizmente o poder e a liberdade para mudar as coisas. Perdoem-me o teor político mas as acções sobre a Cultura e o Património dificilmente podem ser dissociados de um ideal e de uma política, concordam?

      @ Gastão: admiro cada vez mais o seu trabalho não apenas pelas fotografias mas também pela sua sua atitude que é uma inspiração e incentivo para os demais apreciadores do património arquitectónico. As melhoras.

      Excluir
  20. Continue, Gastão, por favor, que pessoas assim fazem falta. E rápidas melhoras.

    ResponderExcluir
  21. Meu Amigo, o mais importante é pores-te bom, recuperares dessa cirurgia em condições. Este país trata mal quem anda com boa vontade a trabalhar de borla para o bem coletivo. És muito generoso Gastão, sempre o achei, e nem sequer devias colocar-te "à disposição dos órgãos tutelares, tal como lhes demonstrei em várias ocasiões... GRATUITAMENTE". Parece que quanto mais um tipo se agacha mais nos vêem as cuequinhas, ou seja, eles respeitam mesmo é quem pede dinheiro em troca dos serviços. Se é grátis é porque não presta (pensam os tolos!).
    [E anda aquele boy canalha a receber mais de 3.000 por mês! Ele e outros da mesma estirpe, enquanto nós contamos os tostões! Este país está mesmo entregue a ladrões, oportunistas, criminosos, e irresponsáveis (assumo o que digo)! E sublinho LADRÕES!]
    Olha, este país é governado por esta corja ruinosa mas tu continuas a ser o MEU HERÓI! O importante agora é recuperares a saúde! Este país não pode cair para sempre, havemos de recuperar, e um dia, ainda que com a tua modéstia e bondade não estejas à espera disso, hás-de receber o teu merecido reconhecimento.
    Melhoras. Abraço.

    ResponderExcluir
  22. Caro Gastão
    Sigo sempre com entusiasmo o seu blog. Hoje noto que a maior ruína que a ruína em si, é a indiferença.....Pior que o tempo que arruína, é a indiferença mesquinha...obrigado pelo seu trabalho
    Vitor Pires

    ResponderExcluir
  23. Olá Gastão,
    Admiro a tua "cruzada" e lamento o desinteresse aberrante por parte de quem nos consome em impostos. Fica a tua arte e a nossa dor de coração ao assistirmos à derrocada de um património fabuloso.
    Rápida melhoras e um abraço
    Rui Nunes

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...