terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Quinta dos Condes de Paço Vitorino, ou Quinta de Baixo - Vilar de Andorinho

“Fidalguia sem comodoria é gaita que não assobia”... como diz o velho ditado. Grassam por este pais à beira mar abandonado, um sem numero de residências nobres que chegaram a um estado de preservação muito menos digno do que os áureos dias que outrora conheceram...

São um reflexo de uma aristocracia depauperada que foi perdendo o carisma e a fortuna pelo passar de várias gerações, na maior parte das vezes sem trabalhar... No meu entender, distingo a nobreza em três ramos bem diferentes...
A nobreza de nascimento é a que menos valor tem e é de uma grande responsabilidade. Bastou o nosso karma ter escolhido um berço para sermos galardoados com “sangue azul”, o que nos pode abrir portas e dar acesso a um nível sócio cultural privilegiado, no entanto é sempre um dever honrar o nome que se transporta, para poder ter o merecido orgulho.
A nobreza empresarial e militar é apanágio de homens com H, é com actos de bravura, diplomacia, ética e inteligência, que se distinguem os valorosos. Independentemente do seu nascimento, qualquer um poderia conquistar um titulo... se o merecesse.
Há ainda a nobreza de espírito, que independentemente do estado social em que se nasceu é a que nos vai guiar por um caminho mais puro e garantir a honra de cada um...é importantíssima!

A nobreza de espírito nem sempre anda de mãos dadas com a nobreza social, como se pode testemunhar pela maneira como o património imobiliário onde os egrégios avós alcançaram as suas glórias, é devotado ao esquecimento.
Estas casas são autênticos guardiões de histórias e memórias familiares que deveriam ser preservadas com o mesmo carinho que um brasão ou titulo de nobreza. Sei que os custos de manutenção de uma propriedade desta envergadura é elevado, mas a sua sustentabilidade pode ser auto gerada com um pouco de trabalho, empreendedorismo e inteligência...
Noutros casos a ganância também faz estragos, pois muitas vezes as questões de partilhas levam uma boa parte do nosso património a um estado que em nada faz justiça ao bom nome de ninguém.
Tentei contactar o proprietário deste solar que se mostrou pouco aberto e muito reservado, tendo-se coibido de prestar qualquer informação para além daquela que se pode consultar noutros sítios de referência... e adiantou-me também que está em vista a sua recuperação...

16 comentários:

  1. Que triste ver mais uma vez uma fantástica construção com o Tempo a passar por ela da pior maneira. Casas como estás já não se fazem... infelizmente!

    ResponderExcluir
  2. Linda reportagem fotográfica, acompanhada com um texto adequado.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. excelente reportagem fotográfica bem acompanhada por um texto muito adequado, é com imensa pena que se vê um rico património a degradar-se sem que os responsáveis pareçam incomodar-se, muitos parabens pelo fantástico trabalho aqui exposto.

    ResponderExcluir
  4. Queria deixar aqui uma sugestão. Poderia criar um botão 'gosto' do facebook para cada artigo que aqui coloca. Deixo aqui o respectivo link.
    http://developers.facebook.com/docs/reference/plugins/like

    Muitos parabéns pelo seu blog, acho-o fantástico e já faz parte dos meus marcadores principais.
    Cumps

    ResponderExcluir
  5. Até parece impossível! O modernismo revela-se intolerante!

    ResponderExcluir
  6. Boas,

    Adicionei o seu projecto na nossa lista de favoritos.

    Se puder fazer o mesmo, agradecemos a simpatia.

    http://visaodemercado.blogspot.com/

    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  7. "Deixar cair" devia ser punido.
    Não sei como, mas devia.

    ResponderExcluir
  8. De facto este trabalho foi bem conseguido. Nunca consegui lá entrar para ver o seu interior conforme é demonstrada pelas excelentes fotos. Sempre que passo por lá fico "roido" pela curiosidade e eis uma bela supresa!
    É lamentavel como uma propriedade cadastrada há muitos anos no PDM ,como área patrimonial, só agora se pretenda fazer algo....

    ResponderExcluir
  9. Em relação ao comentário que deixou no blog Bairrada's Architecture, a localização da casa é:
    Latitude: 40°25'14.74"N
    Longitude: 8°28'54.74"W

    Muitos parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir
  10. Caro Gastão de Brito e Silva, os meus parabéns por mais um soberso trabalho. Fico, no entanto, com uma dúvida: se não me engano(até porque as imagens me são familiares), o solar dos Conde de Paço de Vitorino fica em Vitorino das Donas, Ponte de Lima, e pertence a uma família que bem conheço (e que não se limitou a dormir nos privilégios de sangue, tendo singrado pelo seu próprio mérito). Simplesmente, no título situa-o em Vilar de Andorinho, que é uma freguesia do concelho de Gaia. Podia-me esclarecer se se trata do de Ponte de Lima, ou se não é outro na freguesia da margem sul do Douro?

    ResponderExcluir
  11. Caro João Pedro, tem razão quanto ao solar de Vitorino das Donas, como aqui se pode ver : http://geneall.net/P/tit_page.php?id=906 e por herança esta quinta também passou a fazer parte do património familiar : http://monumentosdesaparecidos.blogspot.com/search/label/Quintas%20e%20Solares

    PS. Longe de mim julgar o passado de alguém, desconheço completamente a família em questão.

    ResponderExcluir
  12. http://pt.wikipedia.org/wiki/Quinta_de_Baixo

    ResponderExcluir
  13. Ou seja, a mesma família tinha património em Ponte de Lima e em Gaia.

    ResponderExcluir
  14. Espero que esteja para breve a recuperação e não destruição ou a continuação da degradação por parte da mão humana ou das intempéries.
    Abraço
    Sairaf

    ResponderExcluir
  15. Anualmente é realizada nesta quinta a feira medieval de Vilar de Andorinho
    http://www.medievalvilar.com/pagina/index.html

    ResponderExcluir
  16. Os Calheiros Lobo tinham propriedades do género em todo o País! E viajavam para todas elas recolhendo os foros das terras, pois na maioria dos casos tinham trabalhadores foreiros que trabalhavam as terras e esta é uma delas, à qual vinham esporadicamente.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...