terça-feira, 7 de agosto de 2012

Resposta a um Cobarde

Caros amigos, antes demais peço-vos a todos desculpa por esta "lavagem de roupa suja". Nunca pensei ter de fazer uma intervenção destas, no entanto e em defesa da minha honra, aqui exponho um triste episódio e desafio o patético prevaricador a identificar-se, se tiver tomates!!!
Nestes últimos dias, este blogue e a minha pessoa foram cobardemente vilipendiados neste nosso espaço. Fui alvo de comentários ofensivos que em nada dignificam quem os fez, e que nunca teve a coragem de os assinar.
Foram duas investidas em que mais de sessenta posts foram agredidos por um autêntico lunático, como atestaria qualquer psiquiatra, tendo em conta a agressividade, a insistência e o vocabulário utilizados...
Sou várias vezes acusado de ser inculto, pretensioso, analfabeto e caloteiro, entre outros mimos... fui também acusado de ter um diploma falso, de apagar comentários menos favoráveis, de nunca ter ganho nenhum prémio e de ser um "tirador de fotografias"... no fim ainda me chama de "analfabeto de chapéu"...
Mais à frente irei transcrever algumas destas pérolas, às quais faço questão de responder... às outras respondo com o meu desprezo...
Para que possam avaliar o calibre das calúnias, tal como o carácter deste ignóbil imbecil, esforcei-me para lhe traçar um perfil...

Pérfido e vil, obviamente... será burro será gente, decente não é certamente, alcoólico assim assim...
Em primeiro lugar, o tempo e energia que tem dedicado a odiar-me, evidencia um grave distúrbio mental!! É evidente que há uma enorme obsessão patológica que deveria ser imediatamente vista por um especialista, que eu na qualidade de fotógrafo infelizmente não consigo tratar.
Aproveito para deixar bem claro, que a minha formação é de fotografia... sou "ruinólogo" amador, e nunca em algum momento me fiz passar por doutor... quanto mais psiquiatra...
A motivação do autor é armar-se em intelectual quando é um perfeito analfabeto! Também deve ter tirado um "curso" de História de Arte ao estilo Sócrates/Relvas. Fora com os oportunistas! em Uma dissertação ruinosa...  Anónimo em 03-08-2012

Por não ter  "canudo" em história de arte, não quer dizer que seja analfabeto, sei ler, escrever e contar... sei também investigar,  conjugar histórias dispersas e tirar ilações, no que resultaram boa parte deste textos...
Devemos ter pena do analfabetismo deste tirador de fotografias... em O "Palacete do Pena" - Espinho Anónimo em 03-08-2012

Ao pôr em causa a integridade destes textos,  está inerentemente a por em causa a qualidade de muitas fontes externas credenciadas, demonstrando uma arrogância megalómana, sem sequer conseguir suportar as verrinosas baboseiras.
Este tirador de fotografias também é conhecido pelo "analfabeto do chapéu"! em O Palácio dos Duques de Aveiro - Azeitão Anónimo em 03-08-2012

Graças a Deus, e ao meu trabalho, o meu nome é bem conhecido de Norte a Sul de Portugal e até além fronteiras. Com esta ruinosa demanda o nome Gastão de Brito e Silva ficou já inscrito na nossa história. Aproveito para o informar que um tirador de fotografias é conhecido como fotógrafo.... SEU ANALFABETO!!!
Isto é o quê, o cantinho dos analfabetos? Se acham boas estas fotografias é porque nunca viram trabalhos de fotógrafos consagrados. Este gajo nunca recebeu um prémio por nenhum trabalho fotográfico, sendo apenas mais um pretensioso analfabeto. em XI Exposição Ruin'Arte na Livraria Ferin Anónimo em 03-08-2012

Nunca ganhei um prémio, porque nunca concorri a nenhum concurso, no entanto já realizei dezasseis exposições e mais três estão para breve... todas a convite das entidades intervenientes, e sem cunhas... o que atesta o interesse e qualidade deste nosso projecto!!!

 - Fábrica do Braço de Prata, Maio de 2010.
 - 11ª Bienal de Vila Franca de Xira, Novembro de 2010.
 - Museu da Água (Reservatório da Patriarcal), Março de 2011.
 - Palácio das Artes, Porto, Abril de 2011.
 - Arte na Linha, Estoril, Abril de 2011.
 - E.B.I. D. Carlos I, Sintra, Maio 2011.
 - Galeria APAV, Junho de 2011.
 - Cimeira do Património na Univ. Lusófona.
 - Bienal de Porto Santo, Julho de 2011.
 - Museu do Teatro Romano, Julho de 2011.
 - Jornadas Europeias do Património, Monchique.
 - Livraria Ferin, Outubro 2011.
 - Espaço Sarmento, Novembro 2011.
 - Centro Cultural de Cascais, Maio de 2012.
 - Casino de Lisboa, Maio de 2012.
 - Gallery Hostel, Porto, Junho de 2012.
O autor deste blogue, também conhecido como "o analfabeto do chapéu" costuma apagar as mensagens que o criticam. O pseudo-intelectualismo assim o impõe! Mas nós, todos, devemos continuar a combater o analfabetismo! em A Mina de S. Domingos Anónimo em 03-08-2012

Não tenho o de costume apagar comentários  menos favoráveis, aproveito-os todos para ponderar este trabalho... apaguei sim, e apagarei, todos os que atentarem contra o pudor ou integridade de alguém!! A propósito... CHAPÉUS HÁ MUITOS... SEU PALERMA!!!
O autor deste blogue é um renomado caloteiro armado em intelectual. Ainda há lorpas que ele engana. Também as mensagens menos abonatórios deste "analfabeto do chapéu" ele apaga! Ora apaga lá mais esta... em Três exposições Ruin'Arte Anónimo em 03-08-2012

Com a ajuda da minha família e do meu trabalho (além de muita ginástica e alguns milagres), tenho conseguido pagar atempadamente as minhas contas, de maneira que uma vez mais o epíteto de caloteiro é uma grande CALÚNIA!!! Desafio aqui e agora para me acusarem formalmente,  para que possa proceder judicialmente por difamação!!!
Eu sei que sou suspeito ao falar no meu trabalho, nunca poderei ser o seu melhor juiz, mas sou obrigado a reconhecer-lhe mérito. Independentemente de se gostar ou não da linha gráfica foi feito o levantamento fotográfico de perto de oito centenas de ruínas e mais de duas mil e cem imagens tratadas, e alguns milhares por tratar, foram também feitos estudos por vezes exaustivos de vários edifícios, além de muitas horas de trabalho e quilómetros percorridos, apenas por "amor à camisola" e sentido cívico...
Com este trabalho, além de ter sido referido no Sol, Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso, Jornal I, DIF, Gingko, Independent Sunday, Pedra & Cal, Algarve Resident, tornei-me colunista do Público. Fui à televisão e à telefonia,  fui entrevistado em muitas ocasiões, dei palestras e participei em conferências. Fui reconhecido e a todos estou agradecido.


Todo este percurso foi feito "a pulso", continuando diariamente esta ruinosa epopeia. Sempre fui fiel aos meus princípios e sou objectivo com os meus fins.
Por tudo isso, é-me difícil perceber porque é que há gente que desperdiça o seu tempo com mesquinhez, inveja e má energia.
Um Energúmeno que difama alguém gratuitamente, sem sequer se responsabilizar pelas suas injúrias, além de Cobarde, Falta de Carácter e Psicopata, é Pires... e não tem Remédio...

42 comentários:

  1. RUIN´ARTE
    Acompanho o seu trabalho e já tenho usado os seus trabalhos na divulgação de alguns locais, em eventos que organizei (gratuitos) e identificando a fonte.
    Reconheço o seu direito a responder a insultos, mas o melhor- nestes casos- é o completo desprezo a quem insulta sem se identificar.
    Aprendi que a "inveja faz falar" e o "desprezo é a melhor arma". Aprendi também que "quem desdenha quer comprar", e que o egoísmo, o ciúme e a inveja são sintomas de peste emocional, peste que se deve circunscrever, e ter esperança que um dia se cure, que um dia - os doentes- aceitem ajuda e queiram melhorar na convivência sadia com a sociedade.
    Continue com o seu bom trabalho, que é de utilidade publica e que lhe dá (e nos dá prazer).
    Siga a Marinha!
    Um Abraço solidário.

    ResponderExcluir
  2. Dos invejosos e dos que pouco fazem para não serem sujjeitos a criticas não "reza a história".
    Consigo pelo contrário. Bem-haja o seu trabalho fotográfico e artístico que magnífico, mais ainda é em prol da valorização de um enorme património infelizmente esquecido e que se quer reformado e restaurado!
    Um abraço de também de um fotógrafo artista amador que muito gostaria de se aproximar da sua grande qualidade e persistência apresentada. Lourenço de Almada

    ResponderExcluir
  3. Caro Gastão:
    Não ligues pois "os cães ladram mas a caravana passa"!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Gastão,
    Tomei conhecimento do teu trabalho pela internet e pessoalmente na Exposição da Fábrica do Braço de Prata em 2010.
    Desde então tenho seguido atentamente o Projecto Ruin'Arte e tomei depois a liberdade de, através de comentários meus, publicar notas adicionais sobre a história de alguns dos locais da Margem Sul do Tejo aqui retratados como a Quinta do Esteiro Furado e a Quinta da Arealva.

    Este projecto pode ser analisado sob vários prismas, destaco contudo três: a divulgação do património, a intervenção cívica e política e a arte gráfica e fotográfica …

    Em termos de divulgação do património uma das coisas que mais achei interessante no projecto Ruin'Arte foi a possibilidade de dar a conhecer elementos do nosso património arquitectónico que, pelo seu estado de conservação actual, de outro modo seriam esquecidos até desaparecer completamente ...

    Ao nível da intervenção cívica e política é também interessante verificar que através deste projecto e de outros da mesma natureza, o cidadão comum pode ter uma voz activa e política denunciando o abandono a que muitos edifícios no nosso país foram colocados pelos seus proprietários e pelas autoridades competentes ...

    Por outro lado é claro que estas imagens nem sempre são simpáticas para essas mesmas entidades, por um lado os proprietários, pois são muitas vezes o reflexo de situações familiares e empresariais de falência financeira e ruína económica, e por outro lado os municípios, incapazes ou incompetentes para recuperar estes espaços que, como estão, nunca ficam bem como cartão de visita ...
    Por ex.º não é certamente muito simpático para a Câmara Municipal de Almada que o único Monumento Nacional do concelho, a Torre Velha de S. Sebastião da Caparica (já aqui retratada), seja e esteja na ruína em que está! Se um qualquer turista (nacional ou internacional) quiser saber um pouco mais acerca deste espaço na web vai certamente encontrar as fotos do Gastão e vai perguntar mas como foi possível as coisas chegarem a este estado?

    Ao nível da arte gráfica e fotográfica fica claro, sobretudo para quem já teve a oportunidade de assistir a uma exposição do Ruin’Arte que a beleza da ruína é como o velho slogan publicitário criado por Pessoa, «Primeiro estranhasse depois entranhasse»!
    A composição cromática destaca aquele limbo a que muitos destes espaços, situados muitas vezes no centro das próprias cidades e vilas, parecem ter sido votados, como se de repente … ao entrarmos nesta realidade fossemos «puxados» para um passado mais ou menos distante … e em algumas das composições somos mesmo levados a imaginar estes espaços no seu contexto original numa espécie de flashback visual …

    Este Projecto pode agradar a uns, desagradar a outros …. mas quem o conhece certamente que não lhe fica indiferente … por isso deixo-te aqui uma palavra de incentivo: Força Gastão!

    Rui Mendes

    ResponderExcluir
  5. Rui,
    Não percas tua energia com isso... Continua em frente fazendo o teu trabalho que um dia há de ser muito bem reconhecido neste pais e fora dele!
    Isto é tipico de gente pequena...
    Abçs
    SW

    ResponderExcluir
  6. É lamentável que alguém se dê ao mísero trabalho de criticar o que obviamente desconhece. A essa criatura pequena e ignóbil, que nem a coragem tem de se revelar, só é possível recomendar-lhe que se instrua, que cresça e apareça, e já agora, aproveite para ler e aprender com um grande filósofo: "Ninguém sabe o suficiente para ser intolerante". Desafio-o a dizer se sabe a quem me refiro, porque infelizmente há casos em que a ignorância não é uma fase, é uma forma de vida.
    Ana Wenders

    ResponderExcluir
  7. Não tenho comentários para tão estranha criatura. Força no trabalho Gastão.
    Abraço amizade
    Carlos Caria

    ResponderExcluir
  8. Meus caros amigos... obrigado por todo o apoio, é bom receber a vossa LUZ... em breve darei ruinosas notícias...

    Gastão

    ResponderExcluir
  9. Caro Gastão,
    Desde que o conheci e ao seu trabalho na ARTE NA LINHA, não só fiquei fã, como achei imediatamente que está prestando um enorme serviço (e este sim, público) à sociedade.
    De todo o mérito e de uma beleza rara, pois consegue apresentar o que é uma enorme "ruina" de desleixo por parte de quem é detentor dos imóveis que fotografa, consegue dizia eu, transformá-los em OBRA DE ARTE.
    Caro amgo, não imagina como tenho também sido vítima desse tipo de disparates, má edicação, arrogância e pior que tudo COBARDIA, pois quem não se identifica ou tem "telhados de vidro" ou está completamente esquizofrénico!
    Por favor Gastão, não deixe que os "analfabrutos" toquem nas suas emoções e na sua ARTE pois que é de ARTE QUE ESTAMOS A FALAR.
    Parabéns pelo seu trabalho, pela sua coragem e pelo extraordinário envolvimento e interacção que as suas OBRAS DE ARTE têm connosco, seus admiradores e expectadores.
    RESPEITO-O CARINHOSAMENTE E PALMAS PARA A SUA OBRA!
    A sempre amiga e admiradora
    Cecília Melo e Castro

    ResponderExcluir
  10. Tanta inveja! Só pode ser obra de um medíocre que nem no botão "on" sabe carregar! Um abraço Gastão!

    ResponderExcluir
  11. Caro Gastão.
    Também já fui vitima de comentários ao meu blog originários desses imbecis que se escondem sob a capa do anonimato. Não respondi, fui à PSP, depois Judiciária e agora está no Ministério Público a ser investigado. Eles têm formas de conseguir chegar ao fulano, pelo menos à entidade, origem física.
    Como sabe conheço o seu trabalho, apesar de não nos conhecermos pessoalmente.
    Sou licenciado em Gestão do Cultural, Mestre em Estudos do Património e Investigador em História Medieval mas, como diz e com razão isso não quer dizer nada. O problema e a razão pela qual escrevi as minhas habilitações é exactamente para estar do seu lado.
    Os 4 mails anónimos ao meu blog foram todos eles originários ou tiveram como origem post que coloquei sobre a devassa do património edificado na Nazaré, como se isso fosse um crime.
    Portanto estou como sempre estarei do lado das pessoas que, como o Gastão, fotografando, e eu, escrevendo ou entrando em colóquios, conferencias etc, vão denunciando o estado ruínosa a que chegou o legados daqueles que quiseram fazer deste lugar (Portugal) uma terra repleta de Obras de Arte.
    Uns trabalham enquanto outros, pseudo-intelectuais, vão gastando as suas (deles) energias em textos anónimos.
    Um forte abraço
    Carlos Fidalgo

    ResponderExcluir
  12. Inveja Gastão , Inveja ...Os Invejosos guincham mas os Sêres Humanos Continuam !
    Um Grande Abraço e Continua !
    Estás a Ir Muito Bem !
    Rogério

    ResponderExcluir
  13. Esse anónimo deve ter "muita dor de corno".
    O blogue é seu não preciso de se justificar para eleminar comentários de lunáticos frustrados. Continue.........
    António Cruz

    ResponderExcluir
  14. Quis o acaso que por curiosidade em saber a origem do Palácio do "Rei do Lixo" em Coina (http://ruinarte.blogspot.pt/2009/11/o-palacio-do-rei-do-lixo-coina.html), que viesse parar a este extraordinário blog. Desde então para cá que o acompanho sempre e até tive oportunidade de ver a sua exposição no Museu da Água (Reservatório da Patriarcal). Só encontro uma razão para este ataque....estamos perante um fotografo frustrado que eventualmente gostaria de ter o seu sucesso. Acho bem que apague todo o lixo que esse atrasado mental tenta aqui comentar. Já agora, aproveito para informar (caso não saiba), que o Sanatório dos ferroviários da Covilhã, está a ser recuperado e está a ficar um espetáculo..http://ruinarte.blogspot.pt/2010/07/sanatorio-dos-ferroviarios-covilha.html.

    Luís Santos

    ResponderExcluir
  15. Ganda Gaston,

    Respondeste muito bem. Definitivamente, o "artista" não conhece o teu trabalho em Fotografia...nem deve conhecer nada de nada!

    Não percas tempo com merda, pá!

    And keep up the good work...!

    Aquele abraço.

    ac

    ResponderExcluir
  16. Caro Ruin'Arte, penso que as suas fotografias falam por si, e o seu projecto também, espero que assim continue, estetica e intelectualmente, ou melhor, se assim o entender; é sempre com prazer e curiosidade que o visito episodicamente, Um Abraço, Joni Martins

    ResponderExcluir
  17. Continue com o excelente trabalho que tem desenvolvido. Neste Mundo existe demasiada inveja, por vezes nem se sabe ao certo inveja de quê, no seu caso é inveja do seu sucesso e da qualidade do trabalho que tem desenvolvido com este projecto.
    Bem haja.

    ResponderExcluir
  18. Gastão

    Não vou de certo gastar muito do nosso precioso tempo a lamentar esta situação.

    Só de facto os seres com "luz" e vencedores são dignos da inveja e da maldade.
    o valor do teu trabalho, que tem vida própria, fala por ele, pois já alguém disse uma vez que uma imagem vale bem mais do que mil palavras...

    Como ser humano, sou muito, mas muito orgulhoso em te ter entre os meus mais queridos amigos e mesmo neste ponto o meu "analfabeto Português" é pobre para te descrever como bom amigo.

    Eu orgulhosamente assumo que sou fã quer do teu trabalho quer da pessoa humana que representas e quem me dera viver num pais de "Analfabetos de Chapéu" mas que defendam as causas e principios como tu .

    um forte abraço

    João Paulo Lourenço (JP)

    ResponderExcluir
  19. Gastão:
    Um anónimo não é mais que isso... um anónimo.
    Quem se serve do anonimato para ofender aqueles que têm a coragem de denúnciar a tristeza e vergonha em que o nosso País está cada vez mais mergulhado, não deve perder um segundo com ele.
    O anónimo não pode ofender ninguém, porque não tem nome, é... nada.
    Por favor Gastão, continue a sua obra que tanto valor tem e não perca tempo com quem não mostra a cara.
    Os meus muito sinceros parabéns pelas suas belas fotografias, pelo trabalho a que se dedicou, e mostre-nos mais.
    É isso que o nosso País precisa... a denúncia do que está em ruínas, podia ser reconstruído, e que isso sim... vale a pena.

    Peço~lhe desculpa mas eliminei o comentário que jáo tinha colocado, pois tinha uma frase repetida.
    Abraço

    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
  20. Não se liga a porcos! É perca de tempo e de energia!

    ResponderExcluir
  21. Como diz o Rodrigo... a porcos não se liga pois corremos o risco de nos emporcalhar... continua com a tua missão altruísta e não percas essa boa energia, muito necessitamos de analfabetos de chapéu!! Viva o Gastão!!! :)

    ResponderExcluir
  22. Olá Gastão!
    Sou super fã do seu trabalho.
    Continue sem hesitar nesta grande odisseia. O projecto é único, valioso e mais do que tudo tem sido reconhecido. O Blog é magnifico, as imagens falam e defendem-se a elas próprias e os seus comentários mostram grande profissionalismo e empenho. Vê-se perfeitamente que faz tudo isto por Paixão...
    Quem gosta do seu trabalho como eu, vai continuar a gostar e a entendê-lo, vai divulgá-lo e daí poderão nascer oportunidades únicas para a recuperação de algumas dessas pérolas do nosso património e da nossa história... Esta é a missão nobre a que se propôs, por isso... CONTINUE por favor!
    Muitas Felicidades!
    Sandra

    ResponderExcluir
  23. O desprezo é a melhor solução, aquela que os faz espumar de raiva. Abraço, não ligue e não desista.

    ResponderExcluir
  24. Tenho andado ausente. Ontem não consegui abrir o acesso aos comentários.

    O que lhe posso dizer sobre a sua postagem? Não ligue e continue. Precisamos do seu olhar e dos momentos que capta.

    Obrigada por este seu blogue!

    Beijo

    Laura

    ResponderExcluir
  25. Continue com o seu excelente trabalho, Gastão, como vê a esmagadora maioria das pessoas sabe apreciá-lo.

    Quanto ao tal sujeito, trata-se certamente de um invejoso ressabiado que lida com os níveis excessivos de fel que produz martelando baboseiras no teclado.

    Este tipo de seres desprezíveis são um mal com que temos que viver. São como as baratas, não se consegue exterminá-los. Mas existem insecticidas contra rastejantes (que bela metáfora) e é também para isso que existe o botão "Delete".

    Bom trabalho!

    ResponderExcluir
  26. Viva Gastão!
    Viva Senhor Ruinólogo!
    Bem-haja por existir!!!
    Obrigada por este espaço único e pelo projecto.
    Excelentes fotografias, como sempre. Inéditas e fantásticas.
    As casas fotografadas têm sempre um rosto… e transmitem alma. Tal como o seu magnífico trabalho, cheio de garra, cultura, qualidade e energia boa.
    A “sua Reposta a um cobarde” mais uma vez comprova a eloquência e óptima qualidade da sua escrita.
    Patetas invejosos não nos devem fazer perder tempo, mas a ‘resposta’ era obrigatória!!!
    Continue, por favor, é um bem que faz a Portugal!
    Abraço forte,
    Moskito [MSK]

    ResponderExcluir
  27. Caro Gastão

    Não perca tempo com tal criatura.

    Eu aprecio sempre o seu trabalho e achei a apreciação que o Rui Mendes fez do seu blog e trabalho inteiramente justa.

    Continue, por favor

    Um abraço solidário

    Luís Montalvão

    ResponderExcluir
  28. Haja alegria,
    Haja vontade de viver, aprender
    Crescer e evoluir,
    Haja vontade de fotografar,
    Documentar, descobrir...
    Haja boa vontade e humildade,
    para assumirmos os nossos erros,
    Haja TOMATES, para dar-mos a cara
    Tanto pelos nossos ideais como pelos nossos comentários,
    Haja CHATOS, para nos fazerem coçar os tomates,
    e ainda...

    Um grande bem haja a todos aqueles chatos, que pela sua falta de tomates, se vêem obrigados a chatear os tomates dos outros!!

    Mafalda de Brito e Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BRAVO Mafalda!
      "Quem sai aos seus..." sabe falar!!!
      Lindo!
      Beijinhos,
      MSK

      Excluir
  29. Gastão,
    As tuas imagens ferem porque são belas e contam as estórias para além do que a História pretende contar.
    O teu trabalho é único e a tua arte inigualável, sejam lá invejosos à vontade que a "Luz", essa é só tua... e eu, que te conheço, reconheço, a honra de um dia a teres partilhado um pouco a esta tua aluna, MESTRE.
    Continua o teu caminho de BOM GUERREIRO com muita força e coragem... Avante!! "Contra os cabrões, marchar, marchar"!!
    Um Beijo.
    Ruth Rafaela

    ResponderExcluir
  30. Um abraço amigo e de agradecimento por todo o teu trabalho. Para ofensas desmerecidas, embora o desprezo seja a melhor resposta, a resposta espontânea também o é!
    Teresa Montalvão

    ResponderExcluir
  31. "Rien ne console de la calomnie comme le mépris qu'elle inspire."
    Citation de Goswin Joseph Augustin 1855.
    Continuez votre merveilleux travail...
    Amités.
    Anna

    ResponderExcluir
  32. Foi com surpresa que hoje vim fazer a minha visita periodica e me deparo com esta situação absolutamente absurda, penso que o seu trabalho fala por si, e o seu projecto também, espero que assim continue, estetica e intelectualmente, ou melhor, é sempre com prazer e que o visito embora periódicamente devido ao meu tempo disponivel, continuação de optimo trabalho, bj.

    ResponderExcluir
  33. Peço desculpa por invadir este seu espaço de comentários.
    Apesar de nunca ter comentado aqui, tenho sido um seu visitante constante, ainda que errático, no entanto venho-o seguindo ao longo deste último ano e meio, e isto porque vejo o seu trabalho como invejável e de muito boa qualidade.
    Tenho admirado o seu trabalho porque tem acordado sensibilidades, dado a conhecer o estado do nosso património histórico construído (interessa-me este sobretudo, devido à minha formação de arquiteto e interessado pela história da arquitetura), e também porque a beleza da sua fotografia me cativa.
    Muitas mais razões existirão, mas estas bastam-me para lhe deixar este comentário em jeito de solidariedade (julgo que não necessitaria dele, pois tem a razão pelo seu lado, mas, ainda assim, não quero deixar de lho escrever).

    Ser atacado, creio ser inevitável, quando o trabalho a que se vem dedicando neste seu blog incomoda gente responsável pela degradação do que aqui mostra ... é um pequeno preço a pagar pelo enorme bem que vem trazendo ao nosso pequeno charco de ruínas, quantas vezes da responsabilidade dessas mesmas pessoas que o atacam!
    Sabe que este seu tipo de trabalho incomoda muita gente, mas é por isso mesmo que é importante, e, se a minha opinião valer de algo, creio que deveria continuá-lo.
    Quanto às vozes dissonantes impertinentes e grosseiras, é algo inevitável, mas que pouca importância têm

    Manel Sousa Cardoso

    ResponderExcluir
  34. Com certeza que o palhaço que deixou esses comentários anónimos será um saudosista dos tempos do 'velho senhor', quando se podia apagar estas realidades com um lápis azul.
    Amigo G. B. silva, conforme vê pelos comentários acima o magnifico trabalho é mais apreciado por muitos que por um pobre desconhecido sem nome nem crédito.
    Cá estaremos para apreciar estes trabalhos!

    ResponderExcluir
  35. Acho maravilhoso o seu trabalho!
    muito património ficaria perdido sem as suas fotos, pelo menos ficarão memórias do que não for salvo.

    Não ligue às críticas!

    ResponderExcluir
  36. É de facto muito triste esconderem-se atrás de um teclado e fazerem estas tristes figuras. Mas é a outra realidade da Internet. Temos que conseguir viver com isto, infelizmente. Apagar comentários sempre que o autor assim o entender. Mais nada.
    Bom trabalho, não só de fotógrafo como "ruinólogo".
    Portugal agradece, todo!
    Vitor Sérgio

    ResponderExcluir
  37. Caro Gastão

    O intelecto (?) desse personagem não é mais que uma enorme ruína (!!!), na verdadeira acepção da palavra.

    Não perca tempo nem se desgaste. O seu trabalho é importante demais para dar importância a mediocridades e frustrações.

    Os meus cumprimentos

    José Leite

    ResponderExcluir
  38. Abraço, caro Gastão, não ligue a isso e ... a luta continua!

    ResponderExcluir
  39. Realmente é lamentável que alguém ainda perca tempo para difamar e caluniar a outros.

    Seu trabalho é magnífico, e acompanho seu blog por RSS, acho suas fotos magníficas e principalmente as explicações acerca de arquitetura fazem o trabalho ficar mais interessante ainda.

    Apenas por curiosidade, sou do Brasil, e sigo seu blog a quase um ano. Parabéns pelo trabalho, e ignore "pseudo críticos anônimos", pois no anonimato, é sempre fácil criticar, ainda mais se não possui conhecimento de causa para criticar.

    ResponderExcluir
  40. Estou com os demais: não adianta reagir às provocações, a não ser com o prosseguimento do bom trabalho. Este projeto tem sido muitíssimo bem recebido, com generosos contributos tanto para a história local, como para a salvaguarda do património - seja ele ou não reconhecido pelas autoridades competentes. Um trabalho muito merecedor, com declarado enriquecimento para curiosos e estudiosos. Forte abraço e as minhas mais dignas saudações!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...