terça-feira, 12 de outubro de 2010

O Castelo do Engº. Silva - Figueira da Foz

Este castelo é um dos ex-libris da Figueira da Foz e tem uma inspiração revivalista, onde são presentes vários elementos medievais e manuelinos.
Por não ter conseguido apurar a autoria da sua delicada arquitectura graciosamente traçada, e após de ter consultado vários registos incluindo os municipais,  afirmo uma vez mais com frustração que além de se perderem os nossos melhores edifícios por incompetência e excessos burocráticos, (ainda por cima num País em que tudo se regista em triplicado), perdem-se  também elementos fundamentais da nossa história.
Foi edificado entre os Sécs. XIX e XX, quando as residências de veraneio floresciam nas estâncias mais aprazíveis e espelhavam a cultura e fortuna de cada proprietário, marcando a paisagem com os melhores exemplos de criatividade que enriqueceram o nosso património arquitectónico.
Esta romântica residência fica situada na “Esplanada Silva Guimarães”, Figueira da Foz, causando por vezes o engano quanto ao seu primeiro proprietário. Os seus nomes são frequentemente confundidos embora não haja relação entre os respectivos “anfitriões”.
O castelo deve-se a Francisco Maria Pereira da Silva, um engenheiro hidrográfico que foi incumbido por portaria régia do desassoreamento da barra e do rio Mondego. Já a esplanada é uma homenagem a Silva Guimarães, um filantropo que muito contribuiu para esta cidade e que foi o fundador da Mina de Carvão do Cabo Mondego.
Foi generosamente legado ao município, tal como todo o seu recheio em 1931 pela sua última proprietária,  D. Maria Beatriz Baldaque da Silva, filha de Francisco Maria e de sua mulher, Isabel Maria da Nóbrega Baldaque.
À sua morte em 1942 e como o cumprimento deste legado trazia onerosos encargos, foi então deliberado que a herança não representava quaisquer benefícios para a cidade, tendo esta renunciado o espólio e passado a propriedade do estado.
Foi em 30 de Agosto de 1999 que finalmente e definitivamente foi cedida pelo estado ao município da Figueira da Foz,  e continua a agonizar numa morte lenta e à espera de uma intervenção que lhe devolva a dignidade à muito perdida.

Para saber mais :http://www.monumentos.pt/Monumentos/forms/002_B2.aspx?CoHa=2_B1

10 comentários:

  1. Bom dia! Não querendo parecer mesquinha comento: o Casino da mesma cidade deu mais élan à cidade.
    Sendo assim, e como o dinheiro escassa, obrigada por mais esta estória de um edifício com história.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...."esta estória".... não senhora a palavra certa e portuguesa è "história".

      Excluir
  2. Esse castelo pertence agora à Santa Casa da Misericórdia... Bastava uma das joiazinhas dos seus cofres doadas por um qualquer benfeitor para recuperar este lindo castelo...

    ResponderExcluir
  3. Este edificio faz parte das minhas memórias de infância já que passei vários verões na Figueira da Foz na décadas de 60 e 70. Ainda me lembro dele em razoável estado de conservação. Mesmo no centro da cidade frente ao mar numa zona nobre na altura é inacreditável que tenha chegado a esta ruína. Mais uma vez obrigada pelo seu trabalho

    Filomena

    ResponderExcluir
  4. Quanto ao Casino e ao desparecimento do "galinheiro" é outra história triste de que infelizmente nada ficou para fotografar

    Filomena

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo seu belíssimo trabalho!

    O Castelo do Engº Silva aos poucos vai desaparecendo. Tive a oportunidade de o fotografar antes e depois de um vendaval que houve há poucos dias http://figueiradafozearredores.blogspot.com/2010/11/antes-e-depois-do-vendaval.html

    Aqui na Figueira, como em todo o país, as construções belas e antigas são destruídas ou deixadas ao abandono até que nada reste delas...
    Que tristeza!

    ResponderExcluir
  6. axo que ja la estive ao lado, ele nao e perto do casino?

    ResponderExcluir
  7. Boas!
    Chamo-me Daniel Pejão e conclui um curso de desenhador projectista em 2007, e a minha prova de Aptidão Profissional foi a reabilitação deste mesmo edifício, fazendo uma mudança no uso deste para uma pousada da juventude, na altura trabalhei em parceria com um gabinete de Engenharia e Arquitectura no âmbito de avançar com este projecto, mas a Câmara Municipal da Figueira da Foz informou-nos que este não seria possível avançar devido à falta de verbas.

    ResponderExcluir
  8. http://www.avozdafigueira.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=70:feira-das-freguesias-mostra-o-seu-melhor&catid=18:s-juliao&Itemid=27

    Parece que finalmente, vai avançar a recuperação deste edifício!!! Esperemos que o resultado final valha a pena!

    ResponderExcluir
  9. Caro Gastão. O seu blog deveria ser de leitura obrigatória no ensino básico para que os futuros governantes deste nosso pais pudessem tomar consciencia das criminosas agressões ao nosso património. Nós, simples cidadãos não poderemos fazer milagres mas uma coisa é certa: podemos tirar os nossos filhos dos shopping centre aos domingos e dar-lhes a conhecer alguns destes monumentos antes que eles se percam para sempre...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...