segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Batalhão de Sacavém



Este magnífico e histórico edifício é mais um da longa lista do património arquitectónico militar que foi alienado...por muito que pense nos benefícios que possa  trazer o facto de ter passado a mãos privadas, sinto-me obrigado a denunciar esta situação. 
 


A tropa, tal como a conheci, foi extinta, mantendo apenas alguns batalhões operacionais e outros tantos para “tachos e fachadas”,  sobrando ao exército um soberbo acervo de edifícios históricos que pertenciam à pátria Mãe. Uma vez que lhes foram cedidos quando havia a necessidade de uma tropa activa, porque é que não são devolvidos ao estado português para que todos possam usufruir deste património? Porque é que não são aproveitados para novas estruturas que tanta falta fazem? Porque é que o Estado Maior os vende em vez de ceder a sua exploração, não perdendo dessa forma o direito que todos temos às nossas memórias? E as receitas que se gerarem por esta via, porque é que não são empregues em melhorar o País e se destinam apenas a reformas dos militares e mais equipamento? Tal como me apresento não tenho cor política definida, mas sei que isto não é socialismo...

Eu sei que a tropa é uma pesada estrutura suportada pelo estado e encontra-se hoje obsoleta, mas serviu essencialmente como escola de vida a muitos jovens que se tornaram homens nesta instituição, não haveria outra maneira de a estruturar? Fará falta a muita gente que não tem sentido de sociedade e civismo, era a última oportunidade no fim da adolescência para que putos idiotas se tornassem homenzinhos, aprendendo na vida que há algo para além das saias da mãe e dos gangs do bairro. Espírito de corpo e camaradagem, pontualidade e aprumo, responsabilidade e respeito, honra e patriotismo... Foram algumas das coisas que para mim ganharam sentido depois de lá ter andado... Tenho pena que tenha acabado...

 
O Mosteiro das Clarissas de Sacavém, tinha  a designação de Mosteiro de Nossa Senhora dos Mártires  e da Conceição, em homenagem aos Mártires que morreram  na luta contra os Mouros e em virtude de ter sido encontrada, próximo  do local, uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, à  qual foi atribuído o poder de fazer curas.


A fundação deste Mosteiro deve-se  a Miguel Moura (escrivão de D. Sebastião) e a sua mulher,  Dona Brites da Costa. Foi na sua quinta em Sacavém que, no dia  13 de Dezembro de 1577, foi lançada a primeira pedra deste Mosteiro.  As obras prolongaram-se por 19 anos até que em 1596 o Mosteiro foi solenemente inaugurado.  


O Mosteiro de Sacavém foi oferecido às  Clarissas, Ordem fundada por Santa Clara, natural de Assis (ramo feminino  dos Franciscanos). Ainda hoje se pode observar uma bela escultura desta  Santa no frontal da Igreja Paroquial de Sacavém (antiga Capela  do Mosteiro). As Clarissas dedicavam-se sobretudo à oração/contemplação,  ao Estudo e ao trabalho na quinta e nos jardins anexos ao Mosteiro.
 
O Mosteiro de Sacavém manteve-se fecundo  e activo até 1834, data da expulsão das Ordens Religiosas  de Portugal. Manteve-se ocupado pelas Clarissas até 1877, data  em que passou para o Ministério da Guerra. Aqui estiveram sediados  o Regimento de Artilharia Pesada nº 1 (RAP 1) e a Escola Prática  do Serviço de Material (EPSM).

O Batalhão de Adidos, com a sua actual designação, data de 30 de Junho  de 1993 , durante uma reestruturação do exército. Porém, as suas origens remontam ao período da Guerra Civil de 1832-34 , quando foi criado, em 20 de Agosto  de 1833 , o Depósito Geral Militar, extinto trinta anos mais tarde, em 21 de Dezembro  de 1863 . Depois disso, muito mais tarde, foi criado o Depósito Geral de Adidos (30 de Abril de 1960  ), resultante da fusão de dois institutos anteriores anteriores, a Companhia de Adidos do Governo Militar de Lisboa com o Depósito de Tropas do Ultramar, e que foi extinto após a Revolução dos Cravos , durante o Verão Quente , em 31 de Agosto  de 1975 . Por fim, foi criado o Batalhão do Serviço Geral do Exército, em 9 de Maio de 1978  , o qual foi renomeado para Batalhão de Adidos em 1993  .

fontes : wikipedia e www.jfsacavem.pt

10 comentários:

  1. isto nao pode ser verdade, ainda a poucos anos entrava naquele portão e estava mto mais ou menos arranjadiho. que vergonha!

    ResponderExcluir
  2. Fantástico e ao mesmo tempo triste. Passei muitos bons momentos nesses edifícios. Com estas voltas e baldrocas do exercito português, perdeu-se um dos valores educacionais deste pais. Um dia destes até a escola deixa de ser obrigatória, e para la caminha, da maneira que andam a tratar os professores. Enfim... Semper Fi, RIP BA...

    ResponderExcluir
  3. ate custa a acreditar tive no que era suposto ser a ultima incorporacao nestes edificios em 1991 e nunca mais la voltei mas agora e mesmo triste ver estas fotos

    Alcides Fartote

    ResponderExcluir
  4. pois eu andei neste quartel, fiz la recruta e fiquei por la o resto do tempo obrigatorio e entristece ver patrimonio assim delapidado.Mas ja não e utilizado? se e porque deixaram chegar a este ponto!se não é utilizem-no para fins sociais etc.

    ResponderExcluir
  5. realmente é muito triste ver isto agora..eu que estive a fazer a tropa obrigatória lá desde 1987 a 1989 e agora ver isto assim!!!!

    ResponderExcluir
  6. Passar para mão privadas foi um erro. Andei la muitos anos, fui lá militar

    ResponderExcluir
  7. Fui tropa no ano 1962,depois de ter chegado da carregueira gostava de ver fotografias.
    Mecanico de torre de carros de combate

    ResponderExcluir
  8. Vergonha fui militar ai em 99 e agora está tudo em ruínas não sei como deixem um quartel como esse, chegou a esse ponto. ..

    ResponderExcluir
  9. Tanto trabalho a pintar e a apanhar azeitonas. Agora está uma vergonha. É a cara deles.

    ResponderExcluir
  10. Sou da incorporação de 1959,no R.A.P.1,em Sacavem,onde cumpri o meu serviço militar obrigatorio. Fico muito triste por ver o abandono a que chegou o valioso patrimonio que serviu de quartel ao Regimento de Artilharia Pesada do Exercito Portugues E indispensavel a conservaçao do nosso patrimonio historico !...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...