sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Jardim do Palácio da Pena


O Palácio da Pena, é o monumento mais visitado e rentável do património português, a sua arquitectura romântica inspirada numa profusa miscelânea de estilos, torna-o num conjunto majestoso e etéreo sem par... Foi edificado sobre as antigas ruínas de um antigo convento Mosteiro Jerónimo de Nossa Senhora da Pena, pelo rei consorte D. Fernando de Saxe Coburgo e Gotha...a ele devemos também a reabilitação dos nossos melhores monumentos e a revitalização da nossa cultura.


O palácio está situado no cimo da Serra de Sintra, é cercado por um parque exóticamente arboreado e constitui uma das maiores colecções botânicas do mundo... são inúmeras as espécies de árvores importadas de todos os cantos do mundo e formam uma das mais ricas paisagens florestais da Europa. 



É numa propriedade adjacente que D. Fernando mandou construir para a sua segunda mulher, a condessa d’Edla, um chalet de inspiração suiça que é considerado por muitos o primeiro em Portugal. O chalet ardeu à cerca de dez anos e encontra-se neste momento a ser recuperado, daí não o ter incluído nesta reportagem. Fazendo parte deste mesmo conjunto, há outras estruturas pelo jardim que se encontram em estado de ruína. Sei que há projectos em curso que visam restaura-las e posteriormente as rentabilizar através de iniciativas culturais e turísticas...

Até lá as estufas, o edifício da abegoaria e outras estruturas, que foram construídos nos anos 70 do Séc.XIX pelo mesmo rei e foram negligenciados durante décadas deixados ao completo abandono, continuarão à espera de melhores dias...


O seu deplorável estado torna-se ainda menos compreensível quando pensamos em todos os potenciais turísticos do local e rentabilidade que poderiam ter, sem não esquecer a vergonha que qualquer português passará quando tiver de explicar a um turista o porquê desta situação...aqui fica para a posteridade mais um testemunho da falta de investimento e de visão das entidades (in)competentes. Esperamos em breve voltar e ter a agradável surpresa de os ver recuperados...


4 comentários:

  1. Moro perto e trabalho em Sintra. Infelizmente o Chalet da Condessa D'Edla não é exemplo único por estes lados.

    ResponderExcluir
  2. Bom trabalho amigo, gostei do teu trabalho assim como do blogue. Abraço

    ResponderExcluir
  3. Sou do norte, e fui recentemente a Sintra. O que mais me revoltou foram os preços exorbitantes cobrados para visitar tudo o que la houvesse.
    Um estudante médio nem dinheiro tem para visitar os jardins. Achei graça que os únicos que entravam para ver eram os estrangeiros. Os portugueses nunca tinham dinheiro e davam todos a voltas.
    Nem direito temos a visitar os próprios monumentos, uma vergonha...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...