sexta-feira, 6 de novembro de 2009

O forte do Abano



Mais um monumento esquecido e tão perto de um centro cosmopolita como é Cascais...
A vista deste forte está carregada de emoções fortes... por trás tem a Serra de Sintra, o tão mágico Monte da Lua que ainda hoje nos inspira, é ladeado à direita pela praia do Abano e à esquerda pela do Guincho, ambas são frequentadas de Verão e Inverno o que proporciona uma grande receita turística nessa zona... a sua estrutura, além espartana está vandalizada e erodida pelos tempo e castigada pelo mar, era altura de o recuperar antes que a sua reedificação se torne impossível...



Forte militar de defesa da costa construído no século XVII.Com uma arquitectura militar maneirista, o Forte tem uma planta rectangular, com a bateria voltada ao mar e a casa-forte virada a terra. As fachadas têm uma grande sobriedade e o frontispício é apenas rasgado por um portal com um arco de volta perfeita, encimado pelas armas de Portugal e a coroa. Pela sua planimetria distingue-se dos outros pequenos fortes, edificados durante o mesmo período ao longo da barra do Tejo.
Ergue-se junto ao mar, num local isolado entre a praia do Guincho e do Abano. O Forte é visível para quem circula na estrada junto à praia do Guincho, destacando-se sobre o maciço rochoso e dominando o acesso a esta praia e também à do Abano, numa clara demonstração da capacidade dos estrategas que estudaram a defesa da nossa costa. Actualmente encontra-se devoluto e é propriedade pública estatal.



O Forte do Guincho foi edificado cerca de 1642, integrando o conjunto das fortalezas que formavam uma cintura defensiva na costa de Cascais, construídas por ordem de D. António Luís de Meneses, governador da praça daquela vila na época pós-Restauração. 
A fortaleza desenvolve-se em planimetria rectangular, dividindo-se em dois espaços distintos, o menor do lado da terra, que correspondia aos alojamentos dispostos em torno de um pátio, e outro maior, a plataforma da bateria, que inicialmente albergava sete peças de artilharia. 
Nos séculos XVIII e XIX o Forte do Guincho foi reformado em diferentes campanhas de obras, e em 1934 passou para a posse do Ministério das Finanças. Embora posteriormente tenha sido cedida ao Clube Nacional de Campismo, na actualidade a fortaleza encontra-se desocupada, sendo visível o seu estado ruinoso.

fonte IPPAR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...